Dia 5 – Recife

Aproveitamos o dia de sol e voltamos a praia de Boa Viagem, que estava lotada! Quase não encontramos uma vaga para estacionar o carro. Paramos longe do melhor local, em frente ao Edifício Acaiaca. Mas valeu a pena, pois fizemos uma boa caminhada e conhecemos um pouco mais da história de Recife conversando com Carlos.

A praia de Boa Viagem é muito bonita, tem uma extensão de 7 Km e é referência em Recife. O calçadão, com toda infra-estrutura de lazer e muitos quiosques de côco verde, reúne gente de todos os visuais e idades. A praia tem águas verdes e uma barreira de recifes que formam piscinas naturais na maré baixa. 

pbv1

Infelizmente os ataques de tubarão são constantes.  Não é aconselhável entrar no mar com água acima de linha de cintura. A proteção fica por conta da barreira de recifes, que impede que o tubarão chegue próximo a praia. Mesmo assim, é bom fica de olhos abertos!! 

Um fator de grande importância para a mudança de comportamento dos tubarões foi o impacto ecológico causado pela construção do Porto de Suape, ao sul de Recife. Houve grande destruição das áreas de manguezal, aterros e o desvio do curso de dois rios, o Ipojuca e o Merepe. A região era utilizada por fêmeas de tubarão como área de parto, que passaram a se deslocar para o rio mais próximo, o Jaboatão. Localizado mais ao norte, o rio desemboca exatamente nas praias da região metropolitana do Recife.

tutu

Deixe uma resposta