Não é falta de assunto

Estou meio sumido aqui do blog. Mas não estou escrevendo por pura falta de tempo!! Fiquei alguns dias fora da empresa, fazendo um curso de Web Marketing (que comentarei aqui posteriormente) e quando voltei haviam muuuuiiittasss pendências para resolver. Em breve, voltarei a escrever com mais frequência.
Diga 33!

Diga 33!

Como diria o Cazuza: o tempo não pára! Completo hoje 33 anos.  Se você quiser me presentear, tenho uma sugestão: Esta aí é a Countertop Beer e está à venda nos Estados Unidos pela bagatela de 299 dólares. Basta colocar um barril de cinco litros de chopp, inserir cartuchos de CO2, ligar na tomada e pronto: temos chopp gelado até 37 graus negativos!! Via...

Duro de matar 4.0: a melhor comédia de a...

O título do post não tem a intenção de ser uma crítica negativa. Quem paga, como eu, para assistir a este tipo de filme, sabe muito bem o que está comprando. Duro de matar 4.0 tem muitas cenas de ação de tirar o fôlego e efeitos especiais bem executados. Mas eu dei muitas gargalhadas com algumas situações onde John McClane, uma mistura de Steven Seagal com Highlander, produz alguns milagres, como escapar ileso ao ataque de um F35 ou derrubar um helicóptero com um carro! Se você gosta de ação, exagero e uma pitada de humor, não perca Duro de Matar...

Casos verídicos (até que se prove o cont...

Ouvi hoje os dois casos relatados abaixo. Se é verdade eu não sei, mas são engraçados. Caso 1 Perivaldo (nome fictício) já viveu situações constrangedoras devido a sua fraca capacidade de memorização. Em todos os lugares que vai, sempre encontra pessoas que o conhecem, mas que ele não lembra o nome e, em muitos casos, sequer recorda onde os conheceu.  Cansado de ficar envergonhado nestas situações, decidiu adotar uma técnica diferente: abordaria a pessoa antes que fosse abordado por ela (ainda não entendi qual é a vantagem que esta técnica apresenta). Um...

A favor pode. Contra não!

No dia 10 de maio, em partida válida pela Copa do Brasil, o Botafogo venceu o Galo por 2×1 no Maracanã e se classificou para as semi-finais do torneio. No último minuto do jogo, o árbitro Carlos Eugênio Simon não marcou um pênalti claríssimo a favor do Galo, que se classificaria em caso de empate com gols. Após o jogo, Cuca, técnico do Botafogo, defendeu o árbitro: Cuca defende Carlos Eugênio Simon Técnico diz que se tivesse no lugar do juiz não marcaria pênalti em cima de Tchô Ontem o Botafogo enfrentou o São Paulo, em partida válida pelo...