Marketing do Galo: só gol contra

Ontem o São Paulo conquistou o Campeonato Brasileiro de 2007, ao vencer o América/RN por 3 a 0. Estava acompanhando algumas reportagens antes do início da partida e vi um diretor do clube paulista promovendo o lançamento da camisa comemorativa do título, que tem o escudo do time e a expressão 5-3-3 na parte da frente. A referência ao 5-3-3 não tem nada a ver com o esquema tático, mas com as conquistas do clube: 5 títulos Brasileiro, 3 da Libertadores da América e 3 do Mundial Interclubes.

Bambis 5-3-3

O diretor comentou sobre o aumento da venda de camisas oficias e salientou que o novo produto seria um ótimo presente de natal para a torcida. É uma ótima idéia explorada pelo departamento de marketing do São Paulo, que está aproveitando a empolgação da torcida para faturar alto com as vendas de produtos licenciados.

Após o jogo fiquei pensando na inércia da área de marketing do meu time, o Clube Atlético Mineiro. Há muito tempo reclamo das sucessivas oportunidades perdidas pelo clube, pois a torcida compra qualquer coisa que tenha a marca do Galo.

Um bom exemplo disso é este tipo de camisa comemorativa. No ano passado, mais precisamente em 25 de novembro, na última partida da campanha vitoriosa da Série B, o Galo imortalizou a camisa 12 em homenagem à torcida, que bateu recordes de público na temporada, em um sinal de apoio incondicional e de amor ao clube no ano mais difícil da sua história. Pensei que, logo após o jogo, a camisa 12 estaria à venda nas lojas. Eu já conseguia até imaginar as manchetes dos jornais, falando da venda recorde de camisas, o presente de maior sucesso no natal em Belo Horizonte.

A camisa da Massa

Mas o tempo foi passando e nada de camisa 12. Hoje, quase um ano depois, o torcida do Galo continua empurrando o time e dando provas e mais provas de amor ao clube. No entanto, a tal camisa não foi lançada e não há sequer uma previsão para isso. E sempre ouço entrevistas da diretoria do clube reclamando da falta de dinheiro para montar um elenco à altura da grandeza e tradição do Galo.

Em 2008 será o ano do centenário do clube. Espero que a data seja bem explorada e que a camisa comemorativa e outros produtos não sejam lançados somente em 2009. Acorda Galo!

2 Responses to “Marketing do Galo: só gol contra”

  1. Everaldo disse:

    Não podemos deixar de considerar os sucessivos problemas administrativos que o Galo sofreu nos últimos tempos.

    Atualmente, até um depto de marketing tem, antes ouvíamos somente o jurídico…

    Quanto à explorar a marca: atleticano é completamente passional – o atlético está nos planos do torcedor: domingo vou ao estádio, é como um compromisso.

    Sem um dpto de marketing tão atuante o clube é há muito tempo um dos que mais vende camisas oficiais. Ano passado, as camisas “Alô primeira o galo tá aí” esgotaram rapidinho… camisas oficiais também tiveram muita venda…

    para o centenário eu acho que vem muita surpresa por aí… Afinal, ele vem sendo planejado desde o início deste ano…

    esperar para ver, e torcer, sempre!

    saudações.

  2. Marcio disse:

    Por isso que o São Paulo e o Inter estão organizados e ganhando títulos. A organização é o destaque!

    Abs! belo post!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pra não dizer que não falei das flores « O que se faz - [...] O que se faz « Marketing do Galo: só gol contra [...]

Deixe uma resposta