Lisboa: o Convento do Carmo

Desde que li este texto da Patrícia Camargo no Turomaquia, fiquei extremamente interessado em visitar o Convento do Carmo. Como estávamos hospedados próximo ao Largo do Carmo, onde está localizado o Convento, deixamos esta atração para o último dia de viagem em Lisboa.

A entrada do Convento fica no Largo do Carmo, ao lado do Elevador de Santa Justa, e passa quase despercebida.

Mas basta entrar no Convento para se surpreender. Construída a partir de 1389, esta já foi a principal igreja gótica da cidade e ficou em ruínas devido ao terremoto de 1755. E permaneceu assim desde então, como um memorial da devastação provocada pelo poderoso sismo em toda a cidade de Lisboa.

Ficamos caminhando pelas ruínas, imaginando como era a igreja antes de ser arrasada pelo terremoto. Os arcos que sustentavam o teto, sabe-se lá de que maneira, permaneceram lá para tornar este monumento ainda mais impressionante.

Na única parte restaurada e coberta do Convento, funciona o Museu Arqueológico do Carmo. Embora pequeno, o museu possui uma maquete detalhada de como era a igreja antes do terremoto, livros e objetos antigos e até mesmo uma múmia egípcia! Saímos do museu, sentamos próximos a saída e ficamos por mais alguns minutos contemplando as ruínas. Era hora de voltar ao hotel, preparar as malas e partir rumo ao próximo destino: Roma!

2 Responses to “Lisboa: o Convento do Carmo”

  1. Valeu pelo link, estou lendo todo o blog e adorando!!!
    beijos

Deixe uma resposta