Dicas de viagem para Lisboa

Lisboa vista do Castelo de São Jorge

Requisitos de entrada em Portugal: aos turistas brasileiros não é exigido visto, mas é necessário apresentar um passaporte válido por mais seis meses. Além do passaporte, o oficial de imigração ainda pode solicitar:

  • comprovante de reserva hospedagem em hotel ou carta-convite do morador que o receberá;
  • passagem de volta;
  • ter ao menos 60 Euros por dia de permanência, por pessoa;
  • ter seguro médico internacional com cobertura mínima de 30 mil euros.

O tempo máximo para permanência com visto de turistas é de 90 dias e não são exigidos certificados de vacinação.

Hospedagem: na minha opinião, a melhor região para se hospedar em Lisboa é no Chiado, devido a proximidade com a Baixa, com seus monumentos, lojas e restaurantes, e o Bairro Alto, com o seu agito na vida noturna. A região do Chiado também possui vários restaurantes, cafés, lojas, galeria de arte e livrarias.

Ficamos hospedados no Hotel Borges, muito bem localizado na agradável Rua Garrett. Ao lado do hotel está um dos mais célebres cafés de Lisboa, o A Brasileira, e uma estação de metrô. Mas o hotel está instalado em um prédio antigo, cuja conservação deixa a desejar. Os quartos são grandes, com mobiliário adequado, mas com piso de carpete. Após 3 dias de hospedagem, a minha rinite alérgica acusou a necessidade de uma reforma urgente no local. O atendimento é correto, mas o hotel cobra (pasmem!) pelo uso do cofre no quarto. O acesso à internet também é tarifado e muito caro. Em uma próxima viagem a Lisboa, pretendo me hospedar na mesma região, mas em um hotel diferente.

Roteiros: Lisboa tem um site oficial de turismo com informações suficientes para iniciar um planejamento. Mas para obter informações de qualidade, sugiro uma consulta aos textos e comentários do melhor blog de viagens do Brasil: Viaje na Viagem. Um outro blog com dicas imperdíveis é o Turomaquia, com ótimos textos e curiosidades sobre Lisboa. E não deixe de ler as dicas da Europa a 50 euros por dia no Matraqueando.

Leia também os relatos e roteiros da minha viagem a Lisboa: clique aqui!

Transporte: o táxi do aeroporto até a região central de Lisboa (Chiado, Baixa) ficou em apenas 12 Euros. Vale o investimento após uma viagem cansativa. A cidade é bem servida de transporte público, seja por metro, ônibus,  bonde elétrico e elevadores (sim, elevadores pra te levar da parte baixa para a alta e vice-versa!). Se você comprar um Lisboa Card, terá acesso ilimitado ao transporte público durante o período de validade do cartão. Mas você pode também comprar um cartão Lisboa Viva e carregá-lo com créditos para utilizar o transporte público de acordo com a sua necessidade.

Lisboa Card: cartão que dá acesso gratuito ao transporte público e descontos em museus e monumentos. Existem três versões do cartão, de acordo com a duração: 24 horas (16 Euros), 48 horas (27 Euros) e 72 horas (35 Euros). Utilizamos o cartão de 72 horas, pois ficamos 5 dias na cidade. Fiz uma simulação das nossas despesas considerando a utilização do transporte púlico e entrada nos monumentos, atrações e museus sem o uso do cartão e com o uso do cartão.

Considerando que cada um pagou 35 Euros pelo cartão e gastou 34,30 Euros, e que sem o cartão gastaríamos 75,65 Euros para fazer as mesmas coisas, economizamos 6,35 Euros! Pensando ainda no ditado que diz que “tempo é dinheiro”, a conclusão é  que o Lisboa Card é um grande negócio, pois não perdemos tempo em filas para comprar ingressos ou bilhetes de transporte público.

Arredores: se você quiser fazer uma viagem rápida a um dos destinos próximos a Lisboa, recomendo uma visita a Sintra. Tenho certeza que você vai gostar!

O que eu fizemos por lá? Clique aqui e leia todos os relatos da nossa viagem a Lisboa!

8 Responses to “Dicas de viagem para Lisboa”

  1. Gustavo Belli disse:

    Excelente dicas.
    Realmente Lisboa, encanta. Estive lá agora na última semana de Setembro e gostei bastante.
    Fiquei impressionado foi como tenho fotos com ângulos e luzes parecidas com as suas, até parecem do mesmo dia. Principalmente as da Torre de Belém.
    Abraço e bom fim de semana!!!

  2. Uia, obrigadão pela menção ao Matraqueando! Abs!

  3. JULIANA disse:

    Alexandre,parabens e obrigada por todas as dicas!! me diz ai,será que minha matematica está errada??
    pelo que entendi da sua simulação, o que voces economizaram foi 6,35 euros…certo?
    se pagaram 35 pelo cartão e ainda gastaram 34,30…
    Juliana

    • Alexandre Costa disse:

      Oi Juliana!

      Obrigado pelo elogio e pelo puxão de orelha! Você está correta! O meu racionício foi completamente errado na hora de apurar o resultado da compra do cartão! Eu fiquei pensando em quanto gastaria se não tivesse comprado o cartão e acabei esquecendo de somar o quanto pagamos por ele no resultado final!

      Vou corrigir o post! Obrigado!

  4. Ótimas dicas, Alexandre! Tem muita coisa legal no seu blog. Parabéns!
    Fiz um post de Lisboa no meu blog também, passa lá para dizer o que você achou!
    http://izapelomundo.blogspot.com.br/2012/06/dicas-de-lisboa-by-vivian-carvalho.html
    Abs!

  5. Maria disse:

    Olá, estou pesquisando dicas de Lisboa e achei seu blog. Obrigada pela tabelas com gastos. è importante para quem quer planejar.. abs.

  6. Dan disse:

    Parabéns! Gostei muito do seu blog.

    Temos um blog com relatos de viagens também e gostaríamos de convidar para dar uma “viajada” por lá… é Muita Viagem! =)

    Muita Viagem – blog com relato de viagens

Trackbacks/Pingbacks

  1. Roma: o dia em que eu realmente cheguei na Europa « O que se faz - [...] BlogQuem? « Dicas de viagem para Lisboa [...]

Deixe uma resposta