As minhas praças preferidas de Roma

A melhor maneira de explorar Roma é andar a pé pela cidade. Desta forma você pode se deparar com tesouros históricos quando menos esperar, como por exemplo, ao virar em uma esquina e chegar a uma das belas praças da Cidade Eterna.

Uma das primeiras praças que conhecemos por lá foi a Piazza del Campidoglio, localizada no Monte Capitólio, uma das famosas sete colinas de Roma. Projetada por Michelangelo a pedido do Papa Paulo III, esta praça tem o formato de um trapézio e está cercada por três palácios: o Palácio do Senado, o Palácio dos Conservadores e o Palácio Novo, que atualmente abrigam o Museu Capitolino.

Piazza del Campidoglio

No centro da praça está uma estátua do Imperador Marco Aurélio montado em um cavalo.

Piazza del Campidoglio

O principal acesso a praça é feito por uma grande escadaria, a Cordonata, que possui duas grandes estátuas de Castor e Pólux.

A Cordonata

Uma das mais antigas e famosas praças de Roma é a Piazza Navona. Cercada por vários restaurantes e cafés, esta praça de formato retangular está sempre lotada de turistas. Na praça, além do Palazzo Pamphilli, sede da Embaixada do Brasil, e da Igreja de Santa Agnese estão situadas três fontes: a Fonte dos Quatro Rios, de Bernini, ao centro, a Fontana del Moro e a Fonte de Neptuno nas extremidades.

Piazza Navona

A Fonte dos Quatro Rios é uma belíssima obra criada por Bernini em 1651. Ela simboliza quatro grandes rios que representam seus respectivos continentes: o Ganges (Ásia), o Danúbio (Europa), o da Prata (as Américas) e o Nilo (África). O obelisco central é uma cópia da Era Romana.

Fonte dos Quatro Rios

Outra famosa praça de Roma é a Piazza di Spagna, batizada assim devido a proximidade com a Embaixada Espanhola junto ao Vaticano. A elegante escadaria é a marca registrada desta praça, que está sempre lotada de turistas e fica ainda mais bela no mês de Maio, quando fica coberta por azaléias.

Piazza di Spagna

O nome da escadaria em italiano é Scalinata della Trinita dei Monti, em referência a Igreja Trinita dei Monti, que está situada no topo da praça.

Piazza di Spagna

A célebre Piazza del Popolo está cercada por três igrejas: as “gêmeas” Santa Maria in Montesanto e Santa Maria dei Miracoli e a famosa Santa Maria del Popolo. No seu centro está um obelisco egípcio do ano 1200 a.C. com 24 metros de altura, cuja base está em uma fonte composta por quatro piscinas de onde estátuas de leões jorram água.

Piazza del Popolo

Na lado sul da praça está a antiga Porta Flaminia, rebatizada de Porta dela Popolo no século XVI em homenagem à vizinha igreja de Santa Maria del Popolo.

Porta dela Popolo. À esquerda está o Igreja de Santa Maria del Popolo.

A Piazza Venezia recebe este nome devido ao Palazzo Venezia, que já foi utilizado por um breve período como residência do Papa. Na praça está localizado também o Monumento Vittorio Emanuele II, conhecido também como Il Vittoriano, inaugurado em 1911 em homenagem a Vittorio Emanuele II, o primeiro Rei da Itália Unificada. Atualmente abriga o Museu do Ressurgimento, que conta um pouco da história de como a Itália voltou a ser um único país. Do alto do momumento é possível ter uma bela vista do Coliseu e Foro Romano.

6 Responses to “As minhas praças preferidas de Roma”

  1. Virginia Lucia disse:

    Alexandre, só agora descobri seu blog, é excelente! Depois de ler estes posts me deu uma saudade tão grande de Roma… tenho que arrumar um jeito de voltar rsrsrs. Um abraço.

  2. FalaTurista disse:

    Belo post! Ou melhor, belo blog!
    Adorei esses posts sobre Roma e as imagens são lindas.
    Parabéns hehe

    Mariana

  3. Praça é o que não falta em Roma né?
    Minha preferida do-mundo é a Navona!!

    • Alexandre Costa disse:

      Olá Anna! O que mais tem em Roma é praça e igreja! Eu também gostei muito da Navona, principalmente por conta da Fonte dos Quatro Rios! Acho que fiquei uns 30 minutos só dando voltas e voltas na fonte pra ver todos os detalhes.

Deixe uma resposta