Dicas de viagem para Roma

Roma (detalhe do Coliseu)

Requisitos de entrada na Itália: aos turistas brasileiros não é exigido visto, mas é necessário apresentar um passaporte válido por mais seis meses. Além do passaporte, o oficial de imigração ainda pode solicitar:

  • comprovante de reserva hospedagem em hotel ou carta-convite do morador que o receberá;
  • passagem de volta;
  • ter ao menos 60 Euros por dia de permanência, por pessoa;
  • ter seguro médico internacional com cobertura mínima de 30 mil euros.

O tempo máximo para permanência com visto de turistas é de 90 dias e não são exigidos certificados de vacinação.

Hospedagem: Ficamos hospedados no Hiberia Hotel, um três estrelas bem avaliado no Trip Advisor e situado na Via XXIV Maggio, próximo ao Palazzo del Quirinale, a residência oficial do presidente da Itália, e a famosa Via Nazionale. Desta localização é possível ir caminhando até várias atrações turísticas, com o Fontana de Trevi, Panteão e o Coliseu. Para ir a locais mais distantes, como o Vaticano, andamos apenas dois quarteirões até a Via Nazionale e pegamos um ônibus.  O táxi da Estação Termini até o hotel custou 10 Euros.

Roteiros: Roma tem um site oficial de turismo com informações suficientes para iniciar um planejamento. Mas para obter informações de qualidade, sugiro uma consulta aos textos e comentários do melhor blog de viagens do Brasil: Viaje na Viagem. Um outro blog com dicas imperdíveis é o Turomaquia, especialmente se você tem interesse em obras de arte. E não deixe de ler as dicas da Europa a 50 euros por dia no Matraqueando.

Leia também os relatos e roteiro da minha viagem: clique aqui!

Transporte: para ir ao Aeroporto Fiumicino até a Estação Termini, no centro de Roma, a melhor opção é pegar o trem Leonardo Express. Ele faz o trajeto em cerca de 30 minutos e o bilhete custa 14 Euros (preço de Junho/10). Existe um outro trem, com bilhete mais barato (8 Euros), mas que faz paradas em várias estações até a Termini.

O trânsito em Roma é caótico! Fique atento ao atravessar as ruas e avenidas, mesmo que seja na faixa de pedestres. O metrô possui duas linhas e atende apenas a uma parte da cidade. Durante nossa estadia na cidade utilizamos bastante o serviço de ônibus.

Roma Pass: com este cartão você tem acesso gratuito as duas primeiras atrações turísticas que visitar (exceto Vaticano), desconto nas demais atrações, transporte público gratuito e ainda ganha um mapa bem detalhado da cidade. Com o cartão você ainda “fura a fila” em locais como o Coliseu e poupa tempo. O cartão tem a validade de 3 dias após a primeira utilização. Um conselho: compre! Se bem utilizado, vale cada Euro investido.

Vaticano: evite as longas filas para entrar no Museu do Vaticano. Ao comprar o bilhete pela internet você reserva o dia e horário que deseja ir ao museu. Basta imprimir o comprovante e levar no dia da visita.

Se quiser visitar a Basílica de São Pedro lembre-se que roupas curtas (blusas com os ombros descobertos, shorts ou saias acima do joelho) não são permitidas. Há uma rigorosa inspeção na entrada da Basílica e muitas pessoas precisam voltar ao hotel para trocar de roupa ou até mesmo comprar novas roupas no entorno da Praça de São Pedro.

Temperatura: na Primavera e no Outono as temperaturas são amenas. Durante o inverno faz bastante frio e no verão o calor chega a ser insuportável. Eu estive em Roma no mês de Junho, em pleno verão, e experimentei temperaturas de até 35 graus! Dá pra aguentar? Sim, mas é bem desgastante.

O que eu fizemos por lá? Clique aqui e leia todos os relatos da nossa viagem a Roma!

15 Responses to “Dicas de viagem para Roma”

  1. Oba, obrigada pela menção ao Matraqueando! Aproveitando para dizer que seu site está extremamente organizado, parabéns! Muito lindo e informativo! Sou fã! :-)

    • Alexandre Costa disse:

      Oi Silvia! Não dá pra excluir o Matraquendo das dicas de viagem para a Europa. E fico honrado com seus elogios pois também sou fã do Matraqueando.
      Um abraço!

  2. Bruno Cardoso disse:

    Olá Alexandre.
    Estive a pesquisar alguns blogues na net com informações sobre o que fazer e como me deslocar em Roma, onde passarei alguns dias em breve, e deparei-me com o seu blogue na Internet. Interessantes estas dicas sobre a cidade.
    Tenho, também, um blogue sobre viagens que criei há pouco tempo. Conta ainda com poucas entradas, mas actualizo-o semanalmente. Gostaria, por isso, de adicionar o seu blogue no meu blogroll. Dê uma olhadela, se quiser, no meu: http://www.desportoviajar.wordpress.com . Tomei a liberdade de adicionar o seu blogue à lista dos blogues que eu sigo.
    Obrigado,
    Bruno Cardoso

  3. John disse:

    Bom dia, estou com uma dúvida. Farei conexão na Espanha, viajando pela Iberia. Tem algum perigo da greve na Iberia afetar minha viagem ou os espanhóis me deportarem?
    Abraço

    • Alexandre Costa disse:

      John, não sei responder corretamente a esta pergunta. No caso de greve da Iberia antes de você sair do brasil, creio que não haverá o vôo. Se for durante a sua viagem, não há motivo para deportação, mas você corre o risco de não conseguir o vôo para continuar a sua viagem. Sugiro consulta seu agente de viagens ou a própria Iberia.

      Boa sorte!

      • John disse:

        Obrigado pelo retorno Alexandre. Na verdade minha pergunta ficou bem incompleta. Meu questionamento quanto à deportação deve-se ao fato de que correram algumas notícias que os espanhóis estão deportando os brasileiros que estão desembarcando lá, mesmo que seja conexão. Esse é meu medo.
        Desde já agradeço.

        • Alexandre Costa disse:

          John, neste caso não há o que ser feito. Realmente existe um índice de deportação maior de brasileiros na Espanha, mas o que você pode fazer é cumprir todos os requisitos de entrada na União Européia, como passagem de ida e volta, comprovante de hospedagem, seguro saúde, dinheiro para se manter durante o período que você estará por lá.

          Boa sorte!

  4. Roque disse:

    ola boa noite Alexandre.
    vou para Grecia dia 23/03
    minha volta tenho conexao em roma, chego no aeroporto as 14hs e meu voo para PORTO ALEGRE, só sai as 22hs com a Alitalia.
    queria muito ir até a praça sao pedro conhecer, qual sua dica melhor de ir com tranquilidade e volta tranquilo sem risco de perder o voo?
    abraço

    • Alexandre Costa disse:

      Oi Roque!

      Não sei de qual aeroporto você vai chegar ou partir, mas creio que seja do Fiumicino. Há um trem que liga o aeroporto ao centro de Roma (Estação Termini), cujo trajeto demora cerca de 45 minutos. De lá você pode pegar um ônibus até o Vaticano ou ir de táxi. O mesmo se aplica no trajeto de volta.

      Mas é preciso avaliar o tempo direitinho. Se o seu voo sai às 22h, você precisa estar no aeroporto às 20h. E então precisa sair da Estação Termini às 19h. Se você conseguir chegar ao Vaticano às 16h (conte com muita sorte para isso) terá somente 3 horas na Praça São Pedro. Enfim, é preciso pensar bem antes de fazer essa maratona.

      Um abraço!

  5. Muito legal o post. Ótimas dicas!
    Fiz um post hoje sobre o Vaticano no meu blog, passa lá para ver e dar sua opinião:
    http://www.izapelomundo.blogspot.com.br/2012/06/vaticano.html
    Boa Sorte!

  6. Josiane Ramos disse:

    Alexandre, preciso chegar ao Vaticano do aeroporto Leonardo da Vinci. Se eu for até a estação Termini, é melhor pegar um metro (qual?) ou um taxi até o Vaticano. Muito obrigada,

    • Alexandre Costa disse:

      Josiane, há uma estação de metrô que fica a 4 quadras dos muros da Cidade do Vaticano. É a estação Ottaviano San Pietro, da linha A.

      Um abraço!

  7. Estamos reunindo dicas de Roma para nossos clientes, e achamos seu post muito útil e direto ao ponto! Vamos recomendar a nossos passageiros que passem por aqui e confiram!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas de viagem para Roma « Outros Assuntos « Link de Qualidade - [...] O que se fazVer matéria Dicas de viagem para Roma [...]

Deixe uma resposta