O Mercado Central de Belo Horizonte

O Mercado Central de Belo Horizonte

A melhor maneira de conhecer os hábitos dos moradores de qualquer cidade é passear por suas feiras e mercados. Seja em Paris, Buenos Aires ou New York, são nesses lugares onde podemos conferir o que há de mais genuíno na cultura local. E em Belo Horizonte não é diferente! Para compreender a alma do belo-horizontino, não há lugar melhor que o Mercado Central. Inaugurado em 1929, o Mercado funcionava como uma feira a céu aberto no terreno cedido pela Prefeitura. Na década de 60, quando a Prefeitura decidiu vender a propriedade, os comerciantes se uniram, compraram...
O impressionante Inhotim

O impressionante Inhotim

O que é o Inhotim? Um enorme museu a céu aberto? Um jardim botânico com obras de artes espalhadas por todos os lados? Ou um parque temático cultural, uma espécie de Disneylândia cabeça? Embora existam várias denominações, o nome oficial é Centro de Arte Contemporânea, termo que, para mim, ainda não define exatamente o Inhotim. Assim como nos referimos a qualquer palha de aço como Bombril, e todo aparelho de barbear como Gillette, talvez o nome Inhotim seja utilizado no futuro para designar espaços culturais semelhantes. Imagino até mesmo uma conversa entre...
Imagens do cotidiano: momento de fé

Imagens do cotidiano: momento de fé

Momento registrado na entrada da Igreja da Pompéia. Fundado em 1938, é um dos santuários mais antigos e tradicionais da região Leste de Belo Horizonte. Clique aqui e veja esta e outras fotos na minha galeria no...
Imagens do cotidiano: uma pausa para as notícias

Imagens do cotidiano: uma pausa para as ...

Após o almoço, este senhor fez uma pausa para ler as notícias na Praça da Estação, também conhecida como Praça Rui Barbosa, no centro de Belo Horizonte. Clique aqui para ver esta e outras fotos minhas no...
Imagens do cotidiano: o pacato cidadão

Imagens do cotidiano: o pacato cidadão

Ultimamente estou escrevendo pouco, mas produzindo algumas fotos. Decidi então criar uma nova categoria de posts aqui no blog para mantê-lo atualizado: as imagens do cotidiano. São fotos produzidas com uma câmera portátil no dia-a-dia, indo ou voltando do trabalho, na hora do almoço, nos momentos de lazer ou qualquer outra situação do cotidiano. A primeira imagem foi capturada durante o meu horário de almoço. O pacato cidadão da foto estava lá parado, escorado em uma pilastra de concreto do quarteirão fechado da Praça 7, no centro de Belo Horizonte,...
Almoço na Cantina do Lucas

Almoço na Cantina do Lucas

Almocei hoje na Cantina do Lucas, tradicional bar e restaurante de Belo Horizonte. Localizado dentro do Edifício Maleta, um dos redutos da boemia belo-horizontina, existe há mais de 40 anos e foi tombado como patrimônio cultura de Belo Horizonte. E como dizia Chico Science em “A Praieira”, uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando...